Registo, Santa Rita de Cássia

Dia 22 de maio, dia de Santa Rita de Cássia (1381-1457)
Com apenas 12 anos, Rita casou-se com Paulo de Ferdinando apenas para atender o desejo dos pais, pois seu desejo maior era tornar-se religiosa.  O marido era um homem violento e, durante longos 18 anos, Rita sofreu com seus maus-tratos e traições.  Com o marido, Rita teve dois filhos, aos quais se dedicava intensamente.
A moça rezava fervorosamente todos os dias, pedindo a Deus a conversão do marido, o que veio a acontecer, transformando radicalmente o seu comportamento.  Porém, logo depois Paulo de Ferdinando foi assassinado por antigos rivais e seus filhos juraram vingar a morte do pai.
Rita, apavorada, rezava a Deus dizendo que preferia vê-los mortos que assassinos.  E assim aconteceu.  Os dois rapazes adoeceram e, porém, antes de morrer, Rita os viu perdoar o homem que havia matado o pai.  Sozinha, Rita viu-se, então, perto de realizar o antigo sonho e logo procurou o convento das agostinianas. Porém, foi prontamente recusada por não ser mais virgem.
Conta a história que Rita rezou com intensidade pedindo a Deus que lhe concedesse a graça de vir a tornar-se irmã agostiniana e, milagrosamente, foi conduzida ao interior do convento.  As freiras, quando a descobriram, entenderam o milagre e a acolheram.  Rita viveu no convento até os 76 anos, levando uma vida de austeridade e oração. É, hoje, conhecida, como padroeira das causas impossíveis e dos momentos de desespero.
 
Oração à Santa Rita de Cássia:
 
Ó Santa Rita, advogada nas causas urgentes, solução para os problemas insolúveis, socorro nos casos desesperados! Eis aos vossos pés uma alma desamparada e amargurada que precisa do vosso auxílio e de vossa proteção.  Não permitais que eu tenha de me afastar de vós sem ser atendida.
Ó Santa Rita, intercedei junto a Deus para que ele me conceda a graça de que tanto necessito (dizer a graça)
Ó grande santa, por vosso intermédio, espero tranqüilamente receber a graça que peço.
Santa Rita, advogada dos impossíveis, rogai por nós. Amém!